Afinal, o que viemos estudar na Índia?

Como já havíamos comentado em nosso primeiro post estamos na Índia porque fomos aprovados em um edital de residência artística da Funarte, Ministério da Cultura, Governo Federal, e recebemos uma bolsa para estudar durante 3 meses em algum lugar do país ou exterior. Na hora de escrever o projeto pensamos em duas possibilidades: estudar Máscaras Balinesas em Bali ou Kathakali na Índia. Como tínhamos que ter uma carta de uma instituição dizendo que nos aceitavam, escrevemos para vários lugares e o que nos respondeu a tempo da inscrição no edital foi a Kathakali School Society, em Cheruthuruthy, Kerala, Índia. Claro que ao inscrevermos o projeto sabíamos que haveria grande concorrência e seria difícil sermos aprovados mas… cá estamos nós!

Alguns de nossos amigos artistas sabem o que é o Kathakali, porém, os amigos que não trabalham com arte e nossos familiares não tinham ideia do que iríamos estudar e por isso escreveremos um pouco aqui nesse post.

Quem conhece o método de trabalho da Ave Lola (companhia teatral em que trabalhamos) e quem viu o último espetáculo “Nuon” tem uma ideia porque escolhemos a Índia como fonte de inspiração. Eu (Janine) acredito que as artes asiáticas, assim como o teatro em sua origem, servem de inspiração e base de trabalho e conhecer seus ritos nos fazem realinhar com o verdadeiro sentido do teatro.

Em poucas palavras, o Kathakali é uma performance de teatro, dança, música e mímica originária na antiga região do Malabar (atual estado de Kerala), no sudoeste da Índia e que traz personagens mitológicos do universo religioso hindu. Faz parte da vasta arte folclórica de Kerala junto com as danças e outras manifestações.

A história é longa e complexa e por isso estamos juntando material para criar uma página exclusiva sobre o Kathakali aqui no site, falando sobre as informações técnicas, história e curiosidades dessa arte. Em linhas gerais, o que nos fez chegar até aqui é que o Kathakali, sua estética, linguagem cênica e secular tradição atoral, seu treinamento e práxis, ainda hoje inspiram reflexões importantes sobre a arte teatral.

Dentro do curso que estamos fazendo sabíamos que teríamos a chance de assistir algum espetáculo nesses três meses. Já na primeira semana tivemos essa oportunidade única e inesquecível. Vale ressaltar que a performance que vimos não foi uma representação completa do Kathakali (pois uma apresentação dura de 6 a 8 horas, com muitos atores), o que assistimos foi apenas o personagem Krishna no Purappadu, dança da invocação divina que abre alguns espetáculos de Kathakali. Com certeza conseguimos ter um real panorama do que essa arte representa e da riqueza dos detalhes envolvidos e que tanto nos impressionaram.

Na sexta-feira da primeira semana de estadia fomos avisados que a escola iria participar de um festival artístico em Thrissur, cidade bem próxima de Cheruthuruthy, onde moramos hoje. Pegamos o ônibus perto do horário do almoço junto com as 30 crianças e jovens que fazem aula de dança na escola nos finais de semana, artistas das diversas artes de Kerala, nossos professores, a equipe de produção e o diretor da escola.

Na ida, já foi uma festa! O ônibus tinha muitos (e potentes) equipamentos de som e assim que a música começou as crianças se levantaram, cantando e dançando no corredor do ônibus, no meio da estrada, se equilibrando a cada curva. Uma animação só! Chegamos em Thrissur debaixo de uma forte chuva (é verão aqui, época das monções). Almoçamos em um centro de medicina Ayurvédica (comida vegetariana) e fomos para o local da apresentação! Um teatro, como os nossos, um pouco mal cuidado, porém digno! Atrás do palco, de um lado o camarim das crianças e do outro o dos atores mais velhos.

Ficamos um tempo no camarim das crianças observando a alegria de todos, até que fomos convidados a ir para o camarim dos atores. Lá, um deles já estava no chão, enquanto o maquiador fazia delicadamente o seu chutti (nome dado à maquiagem do Kathakali). Quando eu (Janine) vi a cena, confesso que meu coração disparou. Já havia visto esse ritual em fotografias e vídeos, mas nunca imaginei que veria ali, ao vivo e à cores  na minha frente. O sentimento era parecido com a infância, quando ganhávamos o presente que sempre sonhamos! Um sorriso se abriu e com o maior cuidado sentei bem ao lado e comecei a observar tudo. A sensação era de sonho se tornando realidade. Kunhaqra Shnan, professor de maquiagem da escola foi nos ensinando passo a passo da maquiagem, da vestimenta, de tudo. Os outros atores foram chegando, começando a se arrumar, e a gente ali. Eles brincavam com a gente, cantavam, passavam os movimentos, tiravam uma onda com a nossa cara como se fossemos uma grande família! Uma verdadeira trupe, um ajudando o outro!

Na apresentação, já no começo da noite, uma excitação toma conta de nossos corpos. Conforme a trupe ia se apresentando, um depois do outro, os olhos iam brilhando e os queixos caindo. Sabíamos que o Kalamandalam Aravind, ator de Kathakali seria o terceiro a se apresentar. Quando começou parecia inacreditável. Ali na nossa frente. Vivemos cada segundo daquele momento. Mesmo sabendo que aquilo ali seria uma pequena amostra do Kathakali a experiência já foi surreal e arrepiante. Dentro da performance da escola também conhecemos outras danças e manifestações. Teve luta, fogo, rituais e beleza!!! Uma riqueza artística!

Abaixo segue um vídeo com a preparação e trechos da apresentação de Kathakali e fotos das outras performances. No próximo mês iremos assistir uma performance completa, mas a primeira apresentação já nos marcou profundamente e jamais será esquecida.

Nandi (obrigado em Malaialam, idioma de Kerala)!

DSC_0029Mohiniattam, dança feminina clássica de Kerala. Performance por Kalamandalam Aswathi.
DSC_0050Kalari Payettu, arte marcial de Kerala, com escudo e espada.
DSC_0085Thiri Ritual, o artista Mana usa fogo para invocar as divindades.
DSC_0115Theyyam, dança ritualística hindu. Sivadas Paneqqer interpreta Pothi.
DSC_0133Thira e Poothan, dança ritualística de Kerala.
DSC_0141Patayani, dança ritualística folclórica. Performance por Narayanan.
DSC_0148Estudantes da Kathakali School Society em um número que mistura diversas danças de Kerala.
DSC_0077Kathakali, nosso objeto de estudo. Kalamandalam Aravind interpretando Krishna. 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s