Cheruthuruthy- A vila que respira arte

Che-ru-thu-ru-thy, esse é nome do lugar onde estamos morando nesse momento. É um distrito tão pequeno que pode ser considerado um vilarejo. Uma importante estrada e uma ferrovia que ligam o norte e o sul do estado cortam a vila ao meio. O aeroporto mais próximo fica em Kochin (cerca de 110km) e também é possível chegar à cidade de automóvel ou trem, descendo na estação Vallattol Nagar ou na Shoranur Junction (na vizinha Shoranur).

DSC_0031aEstação de trem Vallattol Nagar.

Nossa nova casa está situada em Kerala, estado que possui o mais alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da Índia e com propostas de governo bem avançadas se comparadas aos outros estados. Aqui há programas de “água limpa”, saneamento básico, turismo artístico, rural, radical e terapêutico, incentivo à medicina ayurvédica, além de muitas outras propostas interessantes para a população. Aqui misturam-se diversas crenças: hindus, muçulmanos e cristãos (herança dos portugueses que por aqui estiveram entre os séculos XVI e XVII). A convivência é harmônica e não há tentativas de conversão religiosa, o respeito prevalece.

DSC_0004Estrada em frente à Kathakali School Society, nossa casa aqui em Cheruthuruthy.

Alguns se referem à cidade também por Vallattol Nagar, que aqui descobrimos ser o fundador do estabelecimento mais importante e pilar central da cidade: a Kerala Kalamandalam Deemed University of Art and Culture, ou seja, a Universidade de Artes de Kerala.

DSC_0095Portão principal da Kerala Kalamandalam.

O campus tem um tamanho realmente impressionante. Boa parte da cidade gira em torno dessa universidade. Muita gente que mora aqui trabalha lá, ou tem alguém da família que estuda lá, ou já estudou. O restaurante onde comemos todos os dias fica na frente do campus e lá podemos conviver com todos os mestres e estudantes da universidade. Nós, estrangeiros, temos que pagar ingresso para entrar no Kalamandalam (estudantes da universidade, mesmo de outros países não pagam), portanto eu e o Mateus não frequentamos diariamente o campus, mas sabemos de todas as atividades com os amigos que fizemos no restaurante que frequentamos.

Kerala Kalamandalam é sinônimo da tradição da arte e cultura de Kerala. Kala significa artes e Mandalam tem vários significados: círculo grande, espelho, o horizonte e assembléia. Foi criado com a intenção de “resgatar” as artes clássicas de Kerala, principalmente o Kathakali. Para entrar lá há uma rígida seleção e os alunos devem estudar durante 8 anos. 8 anos de estudo diário e árduo. Além da Universidade de Artes, a cidade abriga a Universidade de Ayurveda e de Engenharia o que cada vez mais coloca Cheruthuruthy como uma vila universitária.

Há também uma grande escola de primeiro e segundo graus. Nela há uma quadra de esporte. É ali que acontecem os jogos de futebol da galera todos os dias e nos turnos da manhã e tarde é também uma escola de futebol. Grama? Não tem. Linha lateral? Menos ainda, mas a paixão pelo esporte tem em todos os jogos. Eu (Janine) e muitos meninos somos os torcedores-observadores, que vibram por cada gol e admiram a paisagem do pessoal jogando, com o sol se pondo e o céu se apagando com o anoitecer. O Mateus joga com os adultos, e as crianças que assistem o chamam de “brazilian”, aqui todos são fãs do futebol e dos jogadores tupiniquins.

DSC_0034O maior super-mercado da cidade, tudo empilhado e bagunçado.

Próximo ao rio está o centro de Cheruthuruthy. É aqui que tem todas as lojas (de roupas, coisas para a casa, mercados, etc.), bancas de frutas e peixes, restaurantes (indiano, arábico, ocidental), farmácias e todo tipo de comércio. Todos os fins de semana, o casal aqui, na vontade de sair da rotina alimentícia de sempre, vai até o centro para comer um “chicken burguer”, ou uma batata-frita com milk-shake. É nosso refúgio quando bate uma saudade da comida ocidental (mesmo que seja junkie). Por falar em milk-shake, esse que tomamos foi escolhido o melhor de nossas vidas!

DSC_0030O movimentado centro de Cheruthuruthy.

A cidade termina às margens do Rio Nila. O rio é a divisão com a próxima cidade, Shoranur. A paisagem é impressionante. Na época de monções (junho a setembro), o rio aumenta e suas águas alcançam as margens, na época de seca a vazão diminui consideravelmente e pequenas ilhas se formam. Nesse rio as pessoas se banham, brincam, pescam e a vida se refresca. Uma das únicas filmagens que vimos em nossa pesquisa sobre Cheruthuruthy antes de chegarmos aqui era sobre a antiga ponte, construída em 1948 e que desmoronou em 2011.

DSC_0032Jovens e as pontes rodoviárias, a nova e a desmoronada.

Atravessando a nova ponte, já em Shoranur, fica o Nila Beer & Wine Parlour, o único bar da região. Para a venda de bebidas alcoólicas é necessário um alvará especial, por isso são raros os bares aqui em Kerala. É lá que vamos quando bate uma vontade de tomar uma cervejinha. O lugar não é dos mais aconchegantes, lembrando os bordéis brasileiros: luzes baixas e pontos coloridos, dificultando o reconhecimento de quem está lá dentro. A primeira vez que fomos foi um pouco assustador, nenhuma mulher. Agora já acostumamos e não vemos nenhum problema.

DSC_0024Ponte ferroviária sobre o Rio Nila.

A estrada principal que percorre a vila, é cortada por pequenas ruas que nos levam para dentro da montanha e da floresta. Casas gigantescas, consideradas mansões fazem parte da paisagem verde, com muitas árvores. Coqueiros, muitos coqueiros. A noite, um céu que se transforma em um tapete de estrelas. A região onde está Cheruthuruthy está encravada na floresta do sul da Índia, então há abundância de verde e um clima típico de floresta tropical com muitos pássaros, insetos, rios e paisagens.

DSC_0019Os principais meios de transporte na cidade são as motos e os auto-rigshaws (tuk-tuks).

A cidade é pequena e tem sua beleza natural, porém o que mais nos encanta aqui é o povo que distribui sorrisos por onde passamos, mas sobre eles falaremos melhor em um outro post. Fechamos aqui com o pôr-do-sol que nos presenteia todos os dias com sua beleza e plenitude.

IMG-20170723-WA0009Pôr-do-sol em frente à nossa casa/escola.

നന്ദി (obrigado)

Ps.: Na página galeria de fotos tem fotos inéditas e as que ilustram este post.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s